Design, Portfolio

[Planejamento Gráfico] REFLEXÕES SOBRE GRANDES VERDADES


O livro “Reflexões sobre Grandes Verdades”, do Alder Borges, é uma coletânea que explica a origem de provérbios populares. Alder é um economista nascido em Santo Antônio do Monte-MG com formação e atuação em Economia. Seus textos são ricos em pesquisa, mas também refletem a característica dos mineiros do interior: um bom papo. A história de cada provérbio é relatada como um bom papo regado a café com pão de queijo.

Para fazer o Planejamento Gráfico do livro, conversei pessoalmente com o autor para conhecer sua história e como surgiu a ideia do livro. Percebendo o quanto foi importante a vivência de suas raízes para a construção dos textos, optei em utilizar na capa a imagem da Fazenda Cachoeira dos Borges – onde ele nasceu, cresceu e conheceu as expressões populares.

Algumas histórias receberam ilustrações em nanquim:

 

 

O livro foi uma produção independente do autor. Fiz o planejamento gráfico para a versão impressa e também uma versão digital que é vendida na Amazon. Durante o processo de planejamento, para escolha da fonte, fiz uma pesquisa que rendeu um post aqui no site.

Quer saber mais sobre o livro? Veja abaixo a entrevista do Alder no programa Opinião Minas:

Você pode acessar o ebook aqui ou pode enviar um e-mail para o autor para comprar a versão impressa (alderb@gmail.com).

Anúncios
Padrão
Design, {caderno de ideias}

{caderno de ideias} Calendários


Início de ano é tempo de toda sorte de brindes, especialmente, calendários. Como a palavra de ordem do primeiro mês do ano é organizar, calendários de todos os tamanhos e formatos são muito bem-vindos. Encontrei no site hongkiat.com uma seleção dos mais criativos e resolvi postar alguns no caderno de ideias: Continuar lendo

Padrão
Design, Portfolio

Design à Mão


Em 2005, sob orientação da professora Germana Araújo, foi detectado que, como o designer gráfico está em contato direto com outros profissionais, é preciso entender o que o outro fala e fazer-se entender. Lara Volmer (2003) destaca as dificuldades de comunicação entre clientes, designers e acadêmicos por causa da não compreensão de alguns termos. Bruno Porto, no artigo “Nomenclatura: Para quê simplificar se podemos confundir?”, faz um importante questionamento: “Se uma classe não define e utiliza de forma correta seu vocabulário quem irá fazer isso por ela?”. Continuar lendo

Padrão