Dicas, Férias, Reinvenções de mim

[Férias] Que tal uma lista?


Há tempos não escrevo por aqui. Sempre atualizo os textos em momentos de pausa ou reestruturação de carreira. Agora não é diferente. Estou de férias \o/ e, este ano, estava um pouco apertada ($) para fazer viagens. Além disso, há um tempo estou repensando minha carreira, minha atuação, minhas perspectivas de vida, meus objetivos reais (sem contaminação dos outros). Sabe aquela busca eterna por aprimoramento de nós mesmos? Pois é… anda latente em mim. E como nem só de pensar vive esse movimento, tenho feito algumas práticas que estão me ajudando a encontrar respostas aqui e ali que me deixam mais tranquila com minha decisão de que mudar é preciso. Então escolhi as férias em um momento que estava bem cansada – e não num período que tinha viagem programada – mesmo porque estou sem grana para isso. E resolvi ficar a maior parte do tempo na cidade onde moro (apesar de todos falarem que dessa forma nem vou descansar direito). Fiquei pensando nisso, e então criei uma lista de férias para ser usada em momento de emergência – quando batesse a ansiedade de realmente achar que estou desperdiçando a merecida pausa. É uma lista feita de mim para mim, mas que compartilho caso sirva também para alguém:

Preâmbulo: a lista não precisa ser seguida à risca. Pode ser esquecida, alterada ou retomada a qualquer momento. A ideia é fazer coisas que nunca tenho tempo durante a rotina e até criar novos hábitos, se for possível. Expressões artísticas, passeios, pensar novas formas de ganhar dinheiro ou um grande nada sem culpa. Vale tudo contanto que seja sem cobrança e com presença.

1. Novas formas de ganhar dinheiro: Tenho várias habilidades, algumas ideias de negócios, alguns desejos de estudos. Parei um pouco de dar atenção para isso e caí na rotina. A ideia a princípio é identificar e colocar em prática o que pode complementar minha renda – e a longo prazo virar minha fonte principal de sustento.

2. Atualizar currículo, portfólio, sites: É sempre bom fazer um balanço daquilo que fizemos até aqui.

3. Me cuidar: massagem, manicure, limpeza de pele, olhar o cabelo, ensaio fotográfico, manter atividade física…

4. Meditar: Eu acho que ainda não consegui meditar. Então se eu começar 5 minutinhos por dia pode ser que eu chegue lá.

5. Tai Chi uma vez por dia: Já sei a forma de 8 de cor e alguns movimentos de Chi Kung – por que mesmo parei de fazer isso todo dia?

6. Marcar médicos: dermatologista, dentista, ortopedista, homeopata, otorrinolaringologista, alergista, não sou idosa, mas tem alguns especialistas que deixo pra lá porque vão atrapalhar o expediente e só busco a solução para as dorzinhas diárias quando elas ficam insuportáveis. Check up é preciso, né?

7. Me arrumar para sair para jantar sozinha em um restaurante: Eu mereço me levar para sair em grande estilo

8. Encontrar pessoas que não vejo há tempos

9. Conhecer gente nova

10. Conhecer lugares novos

11. Um dia sem internet: Na verdade minha grande vontade é sair de todas as redes por um mês. Mas sempre tem uma ou outra coisa importante que preciso fazer online que quebra essa minha ideia. E quem me conhece sabe o quanto me expresso na internet. Mas pode ser uma experiência e tanto sumir desse mundo digital um pouquinho.

12. Cuidados com a casa: Colocar a cortina da sala, eliminar as donas formigas que teimam em roubar meus doces, dar um upgrade no jardim com vasinhos de flores, mega faxina daquelas com direito achar lugar para tudo…

13. Vender coisas que não uso: Já fiz muita doação e algumas coisas que não uso e estão em bom estado vão ficando por aqui. A ideia é me livrar delas e conseguir uma grana extra.

14. Viajar: Não tenho grana para uma viagem sofisticada, mas quem sabe uma viagem

breve e econômica (e não planejada à risca)?

15. Nada: Absolutamente nada. Um dia inteiro de um grande nada.

 

Anúncios
Padrão
Design, Portfolio

[Planejamento Gráfico] REFLEXÕES SOBRE GRANDES VERDADES


O livro “Reflexões sobre Grandes Verdades”, do Alder Borges, é uma coletânea que explica a origem de provérbios populares. Alder é um economista nascido em Santo Antônio do Monte-MG com formação e atuação em Economia. Seus textos são ricos em pesquisa, mas também refletem a característica dos mineiros do interior: um bom papo. A história de cada provérbio é relatada como um bom papo regado a café com pão de queijo.

Para fazer o Planejamento Gráfico do livro, conversei pessoalmente com o autor para conhecer sua história e como surgiu a ideia do livro. Percebendo o quanto foi importante a vivência de suas raízes para a construção dos textos, optei em utilizar na capa a imagem da Fazenda Cachoeira dos Borges – onde ele nasceu, cresceu e conheceu as expressões populares.

Algumas histórias receberam ilustrações em nanquim:

 

 

O livro foi uma produção independente do autor. Fiz o planejamento gráfico para a versão impressa e também uma versão digital que é vendida na Amazon. Durante o processo de planejamento, para escolha da fonte, fiz uma pesquisa que rendeu um post aqui no site.

Quer saber mais sobre o livro? Veja abaixo a entrevista do Alder no programa Opinião Minas:

Você pode acessar o ebook aqui ou pode enviar um e-mail para o autor para comprar a versão impressa (alderb@gmail.com).

Padrão
Uncategorized

[Criação de Marca] Consultora em Aleitamento Materno


A marca é o ponto de contato entre o serviço/produto e seu cliente/consumidor. Por isso, é importante que ela seja projetada de forma que haja uma conexão entre essas duas interfaces, a partir de um trabalho de estudo aprofundado do serviço/produto e dos hábitos do cliente/consumidor.

A Daniele Rodrigues me pediu para ajudá-la na construção de sua marca. Ela é Consultora em Aleitamento Materno – uma área relativamente nova no mercado.

Para projetar a marca da Daniele, conversamos sobre a atividade e seus desafios. Ela me relatou a importância da consultora para acalmar e dar segurança às mães, principalmente àquelas de primeira viagem. Segundo ela, as mães têm muitas dúvidas e muitas informações desencontradas a respeito da amamentação e sobre a maternidade em si.

Assim, para a criação da marca, pensamos em elementos orgânicos e formas que remetessem ao acolhimento. As cores (quentes) também foram pensadas para passar essa ideia de abraço e aconchego.

O processo criativo e resultado da construção da marca e aplicação estão abaixo.

 

 

Padrão
Uncategorized

OK, GOOGLE! – Mostre-me sua nova marca


Há tempos o Google tem dado grande importância ao design, criando até mesmo um espaço que reune designers, desenvolvedores e especialistas em experiência do usuário para compartilhar ideias, artigos e eventos na área: o Google Design. Entre os materiais apresentados nessa página, há o Material Design que tem uma proposta muito interessante: “criar uma linguagem visual para os usuários dos aplicativos móveis que sintetize os princípios básico das boas práticas de design com a inovação e possibilidade da tecnologia e ciência.”

O resultado natural desse trajeto foi o recente redesign da marca, apresentado ontem com um doodle bastante simpático e um post explicativo no blog oficial da marca. O conceito desse projeto – mostrar o melhor do google (simples, sóbrio, colorido, amigável) – me pareceu bem aplicado. Uma marca bem resolvida que dialoga com a proposta de tornar o Google ainda mais presente em nosso cotidiano através dos seus produtos.

Abaixo, o vídeo Google Evolved que mostra a evolução da marca.

Padrão
Apresentação, Marketing, Portfolio

Estratégia de Marketing Digital para Divulgar seu Negócio


No dia 30 de agosto participei, aqui em Belo Horizonte, do Encontro Kza Organizada. O evento, voltado para personal organizers, reuniu pessoas que gostariam de conhecer a área, profissionais já consolidadas e outras que estão inciando no mercado.

Na oportunidade, fiz uma palestra sobre as possibilidades oferecidas pelas plataformas digitais na divulgação dos negócios para quem está começando. Tratei do assunto de forma introdutória porque acredito que todos que têm um talento, podem e devem divulgá-lo através dos canais de comunicação na internet. Basta um pouco de direcionamento e disciplina. Espero ter contribuído com sucesso para o evento.

Abaixo, segue a apresentação da palestra.

Padrão
Uncategorized

Projeto de Livro: Escolha da fonte e referências


Estou em um projeto de diagramação de livro, o primeiro em que trabalho sozinha desde a graduação – meu projeto de conclusão de curso foi o design de um livro – e busquei algumas referências, além dos livros que li, para ajudar no projeto gráfico e na escolha das fontes.

Achei um artigo ótimo do  Wellington de Melo: “A melhor fonte para seu livro” e um infográfico bem interessante que compartilho com vocês abaixo:

infografico-fonte

Por fim, ainda falando em referências online, li também a série do David Arty (autor do Chief of Design): Guia sobre Tipografia

Essas referências foram focadas na construção do projeto gráfico, mas para amantes de tipografia, recomendo o “Projeto Tipográfico” e “Tipografia Comparada” do Cláudio Rocha – Editora Rosari (acho que são ótimas bases para o assunto), e Pensar Com Tipos da Ellen Lupton.

Quanto ao projeto em que estou envolvida, estou na fase final de diagramação. (Para os curiosos, trabalhei com a Caslon).

Aprendi várias coisas durante o processo, tanto em questão de diagramação quanto em relação a lidar com cliente entendendo o que ele deseja e precisa e como trabalhar isso no projeto.

No decorrer das semanas, espero compartilhar o aprendizado com vocês.

Até a próxima!

Padrão
Artigos

Criatividade: Vamos exercitá-la?


Por definição básica, sabe-se que criatividade é a capacidade de criar. E esta capacidade humana – ao contrário do que muitos pensam – pode sim ser desenvolvida e estimulada por todos através de treino, disciplina e disponibilidade para abrir a mente.

A Tatiane Abrantes escreveu na Revista Exame, 3 dicas para estimular a criatividade logo de manhã. Com o embasamento da especialista Gisela Kassoy, a matéria traz ainda uma dica sobre o que não deve ser feito e pode prejudicar o pensamento criativo. Veja um trecho do artigo.

  1. Registre seus sonhos
    […] Grosso modo, a experiência onírica é produto da intensa atividade cerebral enquanto dormimos e, possivelmente, está relacionada com a aprendizagem e consolidação das memórias.“Ao escrever ou desenhar, você traz essas ideias que surgem nos sonhos para o seu consciente. É um meio de exercitar a criatividade”, diz Gisela Kassoy, especialista no assunto.

  2. Repasse os projetos
    Enquanto lista as atividades prioritárias do seu dia, aproveite para relembrar os projetos que terá que trabalhar nos próximos dias ou meses e para os quais você precisará de ideias. “É uma meio de incubá-los na sua mente”, diz a especialista.Com isso, seu cérebro, sutilmente, começa a trabalhar em cada uma dessas questões. “Ao dar essa alinhada na cabeça, as ideias virão mais facilmente”.

  3. Fuja da rotina
    Por conta do tempo diminuto, muita gente liga o piloto automático durante as manhãs com o objetivo de fazer o tempo render. Mas uma boa tática para estimular o cérebro está exatamente na quebra da rotina. Vale até tentar escovar os dentes com a outra mão, por exemplo, segundo a especialista.

  4. O que não fazer: Se a postura é, tão logo desliga o despertador, correr para o Facebook, atenção: este hábito pode comprometer as horas que estão por vir. “Em vez de preparar sua mente para um dia de trabalho, você a está dispersando”, diz Gisela.

Para quem gosta do assunto, a revista Galileu publicou também uma matéria de exercícios que estimulam o pensamento fora da caixa. Acesse a matéria aqui.

Padrão